Priorização de Processos

Identificados os processos que serão priorizados, estes passam por uma matriz que considera quatro critérios técnicos:

  • Alinhamento Estratégico

Quanto mais alinhado, melhor para organização. Com índices que variam de “Muito Baixo”, destinado a processos que não têm interface com os projetos da carteira prioritária, a “Muito Alto”, destinado a processos que têm relação direta com mais de três projetos da carteira prioritária.

  • Impacto

Quanto maior o potencial de alcance do processo, mais vantajoso para a organização. As notas variam de “Muito Baixo”, quando o processo se relaciona apenas a um único setor, a “Muito Alto”, quando este é de abrangência geral para o Governo do Estado. 

  • Maturidade

Quanto mais avançado no ciclo de melhoria, mais vantajoso para a organização. Um processo recebe “Muito Baixo” quando não é mapeado e “Muito Alto” quando já teve seu redesenho iniciado.

  • Complexidade

Quanto mais complexo, mais esforço deve ser gerado pela organização. A pontuação de complexidade é calculada através de uma relação entre as variáveis: Número de atividades (Nda), Número de raias (Ndr) e Controladores de fluxo de cada processo (Ndf) e sua ponderação feita com relação à amostra de processos utilizada.

Esses quatro critérios permitem que cada processo tenha uma pontuação de prioridade, permitindo que os mesmos sejam ordenados. Os processos mais bem pontuados entram no ciclo de melhoria de processos, definido no Modelo de Atuação (clique aqui) do Escritório Central de Processos - ECP. 


GUIA DE SERVIÇOS

É importante mencionar que a priorização também leva em conta o caráter discricionário da administração pública. Sempre que existe a necessidade de priorizar processos, o  ELPI, primeiramente, realiza um estudo para entender se há alguma demanda governamental extraordinária que aponte uma classe específica de processos dentro da Cadeia de Valor.

Nesta perspectiva, a primeira priorização de processos da Seger, realizada em dezembro de 2020, destacou os processos a partir da demanda do Portal de Serviços, que é um local onde concentra os serviços públicos disponibilizados pelo Estado, conforme Portaria  Seger/Secont nº 45-R, de 25/09/2020.

Desta forma, foram inicialmente priorizados quatro processos para passarem pela matriz de priorização, que foram classificados nesta ordem:

  1. Cadastramento de Fornecedores – CRC
  2. Credenciamento e Cadastramento para Convênios – CRCC
  3. Cadastro de Instituições Consignatárias
  4. Cadastramento de Parceiros no “Clube de Descontos do Servidor”

As equipes destes processos, serão assessorados pelo ELPI Seger no ciclo de melhoria de processos que é composto das seguintes fases: diagnóstico, mapeamento, análise, redesenho, implementação e monitoramento e controle.

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard